BEM VINDO A EMYLUZ BLOGSPOT!

BEM-AVENTURADO O HOMEM QUE ACHA SABEDORIA, E O HOMEM QUE ADQUIRE CONHECIMENTO

(Provérbio 3,13).

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

“... sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela” (Mt 16.18b )Neste texto, Jesus se apresenta como o grande edificador da Igreja, aquele que faria dela uma bênção para todas as nações. Este deve ser o propósito da Igreja: ser bênção, ser um lugar de solução para os problemas da vida, um lugar de misericórdia, de perdão, de cura das feridas, de vencer dúvidas e crises, um lugar de restauração!

Este é o grande desafio que precisamos vencer. A cada dia nos tornarmos uma igreja bíblica, contextualizada com a realidade da nossa época, livre de todos os tabus e preconceitos puramente humanos. Sermos uma igreja viva, poderosa e atuante. Uma igreja diferente, uma igreja cheia de motivação, de alegria e comunhão.

O propósito de Deus é levantar uma geração de servos “segundo o Seu coração”, dispostos, compreendendo e abraçando a visão de ganhar almas, uma geração capaz de colaborar com voluntariedade e comprometimento para com o reino, a fim de gerar novos discípulos para glória do Senhor. O projeto de Deus é que como igreja alcancemos a nossa geração e sejamos um pronto socorro para doentes espirituais, um refúgio para os oprimidos, um bálsamo para os cansados.

Vivemos um tempo de profunda instabilidade. Tempo de tristeza coletiva, de contratos temporais, onde tudo dura muito pouco. É preciso voltar os nossos olhos para o exemplo de Jesus – da aproximação, dos olhos nos olhos, da amizade desinteressada, de relacionamentos significativos, de uma percepção mais real do mundo, de nós mesmos e da nossa vocação.

Um dos maiores desafios da Igreja de Cristo em nosso tempo é o de definir adequadamente sua identidade, porque há uma crise de identidade eclesiológica hoje em nosso meio. A igreja está sendo questionada. Sua estrutura, forma litúrgica, vida e missão encontram-se sob o crivo da análise crítica. É preciso refletir sobre o conceito que ela tem de si mesma e como justifica sua presença no mundo.

Quando Davi fugia de Saul, escondeu-se na caverna de Adulão. A ele veio se juntar uma turma de desajustados: “... ajuntaram-se a ele todos os que se achavam em aperto, todos os endividados, e todos os amargurados de espírito...” (I Sm 22.2).Toda igreja deve ser uma caverna de Adulão. A Igreja deve exercer uma forte atração sobre as pessoas com problemas, dificuldades, desajustes e crises. A igreja é, na realidade, uma caverna de Adulão. Que corram para ela os aflitos e os amargurados. Era esse o tipo de gente que corria para Jesus! As pessoas devem ser aceitas como são, porque ser igreja é ter um envolvimento com pessoas para amadurecimento e crescimento mútuo.

A igreja deve celebrar sua fé sem artificialismo, de forma autêntica e espontânea, criando um ambiente profético para sua atuação no mundo. Deve olhar suas necessidades e cuidar de si, para poder ser útil ao reino de Deus como um todo. Deve ter o seu relacionamento expresso em amor, mostrando ser um refúgio, uma sociedade diferente daquela que o mundo conhece.

Pr Wedmar A. Resende

Advogado, pastor da Assembléia de Deus (Bueno – Campo de Campinas)

Quero parabenizar o Pastor Wedmar pelo belo texto, o qual fiz questão de postar com muito prazer no meu blog, para propagar conhecimentos de uma forma autêntica de igreja atual.

Que este texto sirva de reflexão para muitos sobre que igreja temos hoje e que Igreja Jesus Cristo deixou escrito que tivéssemos em (Mat.16:18). ?????????????????????????????????????

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.