BEM VINDO A EMYLUZ BLOGSPOT!

BEM-AVENTURADO O HOMEM QUE ACHA SABEDORIA, E O HOMEM QUE ADQUIRE CONHECIMENTO

(Provérbio 3,13).

domingo, 25 de janeiro de 2015

Viva a vida como uma criança!!!

  Viver como uma criança é o ideal quimérico e inatingível de todos os homens há milhares de anos. Viver  como uma criança significa permanecer fiel à natureza humana, ser EU em permanente processo de mutação,  expansão e movimento. Ser EU é estar em sintonia com o mundo em extrema profundidade,  desde os processos mentais mais primários e as emoções mais diferenciadas,  menos sujeitas às influências ambientais e à aprendizagem.
  Viver como criança é um  vir-a -ser eterno,  cheio de surpresas e maravilhas. E uma delas não há dúvida, é a honestidade, radical, puríssima, de existir em plenitude, de acordo consigo mesmo, com as suas necessidades mais vitais, com seus interesses e motivações mais íntimas e essenciais.
  Viver para uma criança, não se trata de acontecimento passageiro, previsto e limitado. Viver para uma criança, é um transbordamento de alegrias, uma explosão de mil potencialidades e feitos, um caudal ininterrupto de expectativas, assombros e sofrimentos. Ela não sabe, mas intui estar em desenvolvimento e mutação e, assim, para ela, o amor é um processo e a felicidade, nunca definitiva. Desde pequenina, ela se reconhece como uma individualidade, um ser destinado a uma existência própria, única. 
 "VIVER,  PARA UMA CRIANÇA,  É SIMPLESMENTE SER EU". 
                            Leitura: ( Psicologia Educacional: Marlene Rodrigues).


Só se pode amar e interagir sadiamente com os outros quando o eu é valorizado e distinguido pelo próprio indivíduo. Isto é o que  a criança faz. Do egocentrismo à assimilação do outro, a criança percorre um longo caminho de compreensão, de singularidade e empatia. Se ela for livre, chegará ao sociocentrismo, à fraternidade e ao entendimento autêntico e completo do outro. Mas... se for moldada pela sociedade e dirigida para padrões de comportamento, sua vida ficará empobrecida e, fatalmente, ela vai conhecer o altruísmo que, na verdade, não significa empatia nem fraternidade, mas é apenas mais um projeto social através do qual o indivíduo suprime as próprias percepções e respostas somáticas a uma situação em favor das respostas de todos os outros. A longo prazo, solapa a individualidade e destrói o poder criativo e autenticidade, desestimulando a responsabilidade e conduzindo à conformação. O círculo familiar e à educação escolar é fator fundamental para conduzir,orientar e direcionar o que a criança tem de bom e que permaneça com seu lindo interior nato e criativo. Não devemos jamais permitir que o ensino seja sucateado se quisermos um futuro brilhante de pessoas justas, solidárias, cultas. É através da educação que trabalhamos o ensino globalizado e podemos formar pessoas íntegras que irão  construir suas famílias também com membros íntegros. 
Deus permita que possamos permanecer com a alegria de ser criança, com  esperança e  motivação.  Dessa forma,  vislumbraremos  então,  um futuro fascinante  à nossa espera!

Abraços de Emyluz!




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.